A Carregar...

Terapias Manuais

O que é?
 
É um conceito que integra o conhecimento de outras áreas para tratar a raiz, a etiologia do problema, procurando a sua verdadeira causa. É um sistema de avaliação e tratamento, com metodologia e filosofia própria, que visa restabelecer a função das estruturas e sistemas corporais, agindo através da intervenção manual sobre os tecidos (articulações, músculos, fáscias, ligamentos, cápsulas, vísceras, tecido nervoso, vascular e linfático).
Uma abordagem que integra a mente e o corpo, idealizando que este acabe por se curar ou melhor organizar, desde que a sua mecânica interna esteja saudável. 
 
A quem se destina?
 
O campo de tratamento é muito amplo, uma vez que pode abranger todo o corpo humano. Esta pode tratar as doenças mais frequentes, nomeadamente, lombociatálgias, lombalgias, dorsalgias, cervicalgias, escolioses, minimizar impacto de protusões/hérnias discais e torcicolos. Podem ser tratados também entorses, tendinites, epicondilites, síndromes do túnel cárpico, dores nos ombros, problemas da articulação temporo-mandibular (ATM) e tensões e contraturas musculares.
A osteoetiopatia pode ajudar a resolver também enxaquecas, dores de cabeça, problemas digestivos, insónias, vertigens, sinusites, obstipação, stress e problemas respiratórios.
Este conceito pode ser aplicado a toda a gente, desde o recém-nascido até ao idoso, passando pelas grávidas e pelos atletas. 
 
Técnicas utilizadas?
 
Durante as consultas, procura-se sempre desvendar a razão do sintoma para poder melhorar a sintomatologia do paciente. Para isso, e utilizando as mãos como instrumento, recorre a variadas técnicas. Estas são as mais comuns:
  • Técnicas estruturais, que visam reajustar uma articulação, mesmo se o seu deslocamento é mínimo e invisível nas radiografias;
  • Técnicas musculares, que visam o tratamento dos músculos e tendões;
  • Técnicas cranianas, que são as mais subtis e que permitem tratar a totalidade do corpo partindo do crânio;
  • Técnicas viscerais que tratam dos órgãos, melhorando a sua mobilidade e relações entre eles;
  • Técnicas fasciais que trabalham sobre os tecidos fasciais do corpo humano;
  • Regurgitação, cólicas e problemas de alimentação no recém-nascido;
  • Melhoria no desenvolvimento motor e cognitivo da crianças;
  • entre outros… .

Marque uma Consulta

Preencha o formulário abaixo caso pretenda marcar uma consulta, que nós entraremos em contacto consigo